Programa Justiça 4.0 está com 4 vagas abertas

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) seleciona 4 pessoas para os cargos de project assistant, associado de comunicação, associado em projetos de educação à distância e assistente produtor editorial e conteúdo. As oportunidades são para trabalhar no Programa Justiça 4.0 em tempo integral. Não há exigência de dedicação exclusiva, mas as pessoas selecionadas deverão estar disponíveis durante oito horas diárias, em horário comercial. O trabalho é remoto, com exceção da vaga de project assistant – que é presencial em Brasília –, e o idioma é o português. Conhecimentos em inglês serão úteis para atividades cotidianas, como leitura de documentações, realização de pesquisas e uso de softwares com autonomia. Para apoiar as pessoas interessadas em participar dos processos seletivos, o Programa Justiça 4.0 disponibiliza a página Trabalhe Conosco. O local reúne informações sobre os perfis profissionais buscados, a vitrine de vagas com inscrições abertas, dicas para quem quiser concorrer a uma oportunidade e respostas para as dúvidas mais frequentes. Project assistant – Presencial (Brasília) 1 vaga. Inscrições até 28/2/2024 Fornecerá apoio administrativo e operacional na implementação do programa, incluindo assistência na gestão dos recursos financeiros e de RH, e serviços logísticos, como elaboração de Termos de Referência, participação em painéis de seleção, organização de viagens, suporte para workshops e outras reuniões, e atualização da documentação do projeto. Também apoiará as atividades de planejamento, monitoramento e avaliação, bem como o envio de relatórios. É desejável, mas não um requisito, graduação nas áreas de Administração, Ciências Sociais, Ciência Política, Relações Internacionais, Direito, Comunicação ou áreas afins, com no mínimo um ano de experiência em implementação de projetos. Também podem se candidatar pessoas com ensino médio completo e no mínimo quatro anos de experiência relevante na área citada. É desejável experiência no setor público e excelentes habilidades interpessoais e de comunicação. A pessoa selecionada também deve ter domínio do pacote Office. É importante ter experiência em monitoramento de atividades relacionadas a contratos, projetos e/ou acordos, produção de relatórios e outros documentos de gerenciamento de projetos. Experiência no desenvolvimento de soluções para o Poder Judiciário será considerada um diferencial. Para mais informações, acesse o anúncio da vaga. Associado de comunicação – Remoto 1 vaga. Inscrições até 5/3/2024 Realizará o mapeamento de demandas e oportunidades, bem como o cronograma de ações de comunicação e advocacy, com foco no alcance dos resultados previstos no projeto. Coordenará o relacionamento e o monitoramento de resultados da implementação do plano, elaborará conteúdo para disseminação das iniciativas do projeto (notícias para websites, releases para imprensa, material para redes sociais, e-mail marketing, entre outros) e coordenará a formulação da marca e identidade visual do projeto. Também será responsável pela elaboração de produtos de gestão da informação e comunicação interna e externa (boletins informativos e clipping), e sistematizará resultados e boas práticas desenvolvidos no âmbito do projeto, em articulação com a coordenação do Programa Justiça 4.0. É desejável, mas não um requisito, graduação nas áreas de Comunicação Social, Jornalismo, Relações Públicas, Ciências Sociais ou áreas afins, com no mínimo quatro anos de experiência em atividades de advocacy, gestão do conhecimento, e/ou comunicação. Também podem se candidatar pessoas com ensino médio completo e no mínimo sete anos de experiência relevante nas áreas citadas. É imprescindível ter excelentes habilidades interpessoais e de comunicação. É desejável experiência no setor público, especialmente no Judiciário. Também é importante possuir experiência em mídias sociais, monitoramento de imprensa e ferramentas de gestão como Trello e Planner. Para mais informações, acesse o anúncio da vaga. Associado em projetos de educação à distância – Remoto 1 vaga. Inscrições até 6/3/2024 Auxiliará no planejamento, na elaboração e no monitoramento de projetos de educação à distância, apoiará na definição de fluxos de trabalho, planos de ação e documentação de processos, e contribuirá na realização de pesquisas e na elaboração de relatórios técnicos e de resultados. Apoiará na estruturação e no monitoramento de capacitações em plataformas de educação à distância com correções, adequações e atualizações de conteúdos, e auxiliará na orientação de conteudistas para a produção de capacitações. É desejável, mas não um requisito, graduação nas áreas de Ciências Sociais e Ciências Humanas (Administração, Ciência Política, Economia, Direito, Gestão Pública, História, Pedagogia, Relações Internacionais) ou áreas afins, com no mínimo três anos de experiência em projetos ou iniciativas de capacitação na modalidade de educação à distância. Também podem se candidatar pessoas com ensino médio completo e no mínimo seis anos de experiência relevante na área citada. É necessário ter excelentes habilidades interpessoais e de comunicação, bem como domínio do pacote Office. É desejável experiência em elaboração emonitoramento de conteúdo para ensino à distância. Também é importante possuir conhecimento sobre objetos digitais de aprendizagem. Experiência em projetos de cooperação nacional e/ou internacional será considerada um diferencial. Para mais informações, acesse o anúncio da vaga. Assistente produtor(a) editorial e conteúdo – Remoto 1 vaga. Inscrições até 6/3/2024 Apoiará os fluxos e processos de desenvolvimento da produção editorial e técnica do Programa Justiça 4.0, incluindo o recebimento dos originais, a definição de cronogramas, a revisão de provas e a negociação com equipes. Revisará e construirá produtos de gestão da informação, comunicação interna e externa e documentos do projeto (boletins informativos, informes, relatórios, publicações, releases sobre atividades do projeto, clippings, ofícios, memorandos, notícias para websites, releases para imprensa, material para redes sociais, e-mail marketing). Revisará e formatará textos de acordo com as normas da ABNT e as normas técnicas de redação oficial. Realizará entregas de acordo com a ordem de prioridade, considerando as possíveis demandas de urgência. É desejável, mas não um requisito, graduação preferencialmente em Letras – habilitação em Língua Portuguesa – ou áreas correlatas, como Jornalismo e Letras com outras habilitações, com no mínimo um ano de experiência em revisão de textos. Também podem se candidatar pessoas com ensino médio completo e no mínimo quatro anos de experiência relevante na área citada. É imprescindível experiência em redação e revisão de textos em língua portuguesa. É desejável experiência com parceiros do setor público, especialmente do Sistema de Justiça, e com gestão e produção editorial. Também é importante possuir noção de redação oficial e conhecimento de ferramentas de gestão como Trello e Planner. Para mais informações, acesse o anúncio da vaga. Entenda a seleção  O processo seletivo é composto por três etapas: inscrição, entrevista e checagem das referências profissionais fornecidas. Os currículos serão analisados pelo PNUD, que selecionará uma lista de pessoas a ser entrevistadas por um painel de especialistas. Devido ao grande número de candidaturas, o PNUD entrará em contato apenas com as pessoas pré-selecionadas. A contratação será feita na modalidade National Personnel Services Agreement (NPSA), com salário competitivo, de acordo com o mercado. Essa modalidade é um instrumento próprio do PNUD, utilizado internacionalmente para padronizar e viabilizar a admissão de profissionais especializados por tempo determinado. Ela garante benefícios como seguro-saúde, seguro de vida e férias. Dicas para processos seletivos Antes de se candidatar, faça uma leitura atenta do anúncio da vaga. É importante avaliar se você cumpre os critérios obrigatórios, se suas experiências profissionais anteriores estão alinhadas às atividades a serem desempenhadas e se você tem o perfil da vaga. Ao preencher sua inscrição, tenha em mente que suas chances de avançar no processo seletivo serão maiores quanto mais você demonstrar que suas experiências e habilidades dialogam com os requisitos apresentados no anúncio da oportunidade. Você pode preencher o formulário de inscrição em português ou inglês. Recomenda-se utilizar o idioma com o qual você se sente mais à vontade. Fique de olho no prazo. As vagas anunciadas na plataforma do PNUD consideram o EDT como horário padrão (1 hora a menos que o horário de Brasília). Justiça 4.0 Iniciado em 2020, o Programa Justiça 4.0 é fruto de um acordo de cooperação firmado entre o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), com apoio do Conselho da Justiça Federal (CJF), Superior Tribunal de Justiça (STJ), Tribunal Superior do Trabalho (TST) e Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT). Seu objetivo é desenvolver e aprimorar soluções tecnológicas para tornar os serviços oferecidos pela Justiça brasileira mais eficientes, eficazes e acessíveis à população, além de otimizar a gestão processual para magistrados, servidores, advogados e outros atores do sistema de Justiça. A iniciativa também dialoga com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e com a Agenda 2030 da ONU. Saiba mais: https://www.cnj.jus.br/tecnologia-da-informacao-e-comunicacao/justica-4-0/ Texto: Isabela Martel Edição: Ana Terra Agência CNJ de Notícias   
27/02/2024 (00:00)
Visitas no site:  2127515
© 2024 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia