OAB da Bahia lança projeto que montará bibliotecas nas unidades prisionais do estado

A OAB da Bahia, em parceria com o Instituto Geográfico e Histórico da Bahia (IGBH) e a Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização do Estado da Bahia (SEAP), está lançando o projeto “Leitura Sem Fronteiras nas Unidades Prisionais da Bahia”. A iniciativa tem como objetivo implantar bibliotecas montadas com livros arrecadados através de doação nas unidades prisionais do estado. A iniciativa resulta de um acordo de cooperação firmado entre as três entidades. Poderão ser doadas obras literárias de qualquer gênero e também didáticas. Aqueles que desejarem contribuir com a ação devem levar os livros a serem doados para o IGBH. O instituto funciona de segunda à sexta, das 13 às 18h e fica na Avenida Joana Angélica, 43, no bairro da Piedade, em Salvador. O IGBH receberá as doações durante todo o expediente. À medida que forem sendo arrecadados, os livros serão catalogados por tema e título e distribuídos nos presídios. A campanha, que terá os primeiros livros distribuídos no Conjunto Penal Feminino de Salvador,  visa, em última instância, estimular a leitura entre os internos, seus familiares e os funcionários das unidades, promovendo assim a circulação de conhecimento  nos espaços prisionais, o que pode contribuir, inclusive, com a remição da pena dos que estão em privação de liberdade. O engajamento da OAB-BA no projeto é fruto do compromisso social da entidade, que acredita no direito à ressocialização dos apenados. O projeto será levado à toda Bahia, mas será iniciado por Salvador e Região Metropolitana (RMS). Na capital e na RMS serão contemplados unidades prisionais como a Cadeia Pública de Salvador, a Penitenciária Lemos de Brito, a Colônia Penal de Simões Filho, além de outras dez unidades.
28/02/2024 (00:00)
Visitas no site:  2127335
© 2024 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia